Como tirar proveito da luz natural

Hoje, apresentamos algumas dicas que podem atendê-lo quando se trata de aproveitar a luz natural . Se você deseja reformar ou reprojetar algumas áreas da sua casa, não se esqueça de ler nossos conselhos.

Amplie os espaços aproveitando a luz natural

Dicas para diminuir sua conta de energia coelba aproveitando a luz natural do sol!

A luz natural torna qualquer decoração mais atraente, pois cores e texturas ficam melhor com essa luz natural do que com qualquer outra. Mas a luz do sol não é boa apenas para o seu interior, mas também para o seu humor.

Dicas para tirar proveito da luz natural

Colocar espelhos

Uma excelente solução quando você não pode mudar ou abrir portas de é recorrer a espelhos, pois eles refletem a luz, de modo que os móveis cobertos com esse material são excelentes para projetar e animar os cantos escuros de nossa casa. O efeito é especial se você o colocar na frente de uma janela e colocar uma lâmpada nela.

Da mesma forma, os espelhos grandes são um recurso simples, mas muito eficaz, para multiplicar a luz e aumentar os espaços, quanto maiores, muito melhores, especialmente se vão de parede a parede, do piso ao teto e não têm molduras.

Localizados na frente de uma janela, eles darão a sensação não apenas de que o ambiente é duas vezes maior , mas também de um novo foco que o tornará muito mais brilhante.

Esta com sua conta de energia Coelba atrasada? Acesse o site e veja como obter uma segunda via.

Cores estratégicas

Algumas cores absorvem a luz, enquanto outras refletem. É importante que você escolha as cores certas, se estiver disposto a dar uma nova camada de tinta à sua casa. Em geral, as cores escuras não são a melhor opção se você deseja aproveitar a luz natural, enquanto as cores vivas ou o branco são a melhor solução.

Escolha cores claras para paredes e tetos, e também para o chão com tintas, materiais ou tapetes.

Podar plantas e árvores

Não se esqueça do lado de fora também. Para que a luz entre livremente, as janelas não devem ser cobertas por dentro ou por fora. Se você tem plantas ou arbustos muito grandes e cobre a luz para alcançar o interior, precisará podá-los.

O mesmo acontece com as árvores que podem cobrir a luz do sol. Você pode cortar alguns galhos estrategicamente localizados sem precisar podar a árvore completamente.

Acessórios e complementos

Coloque elementos decorativos claros ou com transparências (copos, vasos e outros). Você pode fazer isso em apenas um dia útil, gastando pouco para limpar praticamente qualquer cômodo da casa. Esses elementos fornecerão brilho especial e também darão mais luminosidade ao espaço.

3 dicas de SEO fáceis de fazer que melhoram seu ranking do Google

SEO para artistas

SEO ou Search Engine Optimization não é algo que normalmente é ensinado na escola de arte, mas pode ser tão importante para sua carreira quanto encontrar o esmalte certo para o seu corpo de argila. 


Otimização de sites para artistas

Um aspecto do sucesso do marketing on-line é tornar seu site mais visível, entendendo e usando o SEO (Search Engine Optimization), usado para direcionar clientes. O SEO é a prática de fazer ajustes e atualizações no conteúdo e nos links dos sites, para que eles recebam mais tráfego e sejam classificados na primeira posição do Google ou de outros resultados de pesquisa de mecanismos de pesquisa. O SEO se concentra na classificação nos resultados de pesquisa orgânica (não paga). Subir nessas classificações significa que seu site ficará mais visível e provavelmente alcançará mais pessoas. É por isso que o SEO para artistas é tão importante.

Artistas emergentes de cerâmica

Dica de SEO para artistas 1

Otimizando palavras-chave: o layout do seu site e o conteúdo que ele publica podem afetar o nível de classificação nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa; no entanto, é mais importante utilizar palavras-chave relevantes em uma página da web e descobrir a principal palavra-chave que cada página segmentará. Incorpore a palavra-chave o mais naturalmente possível em toda a página, sem exagerar. Use palavras-chave que descrevam processos e também os objetos que você cria. Sua principal palavra-chave pode ser uma única palavra, como “canecas” ou uma frase como “pratos e tigelas”. Frases longas são úteis para novas marcas com marketing on-line, porque encontram concorrência limitada de outros sites.

Você pode usar o Keyword Planner, uma ferramenta gratuita do Google Ads, para pesquisar palavras-chave e ver o desempenho de uma lista de palavras-chave. O Planejador de palavras-chave é útil para anunciantes novos e experientes. É como um workshop para criar uma nova campanha na rede de pesquisa, um grupo de sites relacionados à pesquisa em que seus anúncios podem ser exibidos. O Planejador de palavras-chave também pode ajudar você a escolher lances e orçamentos competitivos para impulsionar suas campanhas.

Dica 2 para SEO de artistas

Redes sociais: criar conteúdo de mídia social de alta qualidade e acreditar que seu site, por sua vez, receberá atenção não é como funciona. Seja pro ativo. Para aumentar o tráfego em seu site, utilize canais de mídia social para promover seu conteúdo. O Twitter é típico para links curtos e tentadores, enquanto as postagens no Facebook e Instagram podem beneficiar seu site, ajudando-o a aparecer em feeds personalizados e resultados de pesquisa, e parecem notavelmente eficazes em nichos. Atraia clientes publicando imagens de produtos em sites com foco visual, como Pinterest e Instagram.

Responda a comentários nas mídias sociais sem enviá-los por spam. Seja atencioso no Twitter e você receberá tweets e retweets em troca. Em outras palavras, ser responsivo, rápido e cortês gera boa vontade, aumenta o engajamento do cliente, direciona o tráfego para o site e cria uma imagem para a marca.

Dica 3 para SEO de artistas

Funil de marketing: depois que o tráfego chegar ao seu site, você deseja que os visitantes realizem uma ação, como comprar um produto ou se inscrever em um workshop ou aulas. O bloqueio de funis diretos e poderosos não apenas gera tráfego para o seu site, mas também converte um subconjunto de visitantes em um grupo de clientes que frequentemente retornam ao site para fazer compras adicionais. Os funis começam com a captura de um público amplo e o restringem àqueles que executam a ação desejada. Os princípios básicos da abordagem do funil incluem a visibilidade da marca para um grande número de pessoas, atraindo os clientes mais relevantes e interessados ​​para uma melhor experiência do cliente, descobrindo mais sobre os clientes esperados e estimulando-os a aumentar a atividade do promotor e o valor da vida útil dos clientes. As etapas em um funil são:

1. Crie consciência: o público percebe seus negócios ou ofertas. Talvez eles tenham visto um anúncio / link no Twitter ou no Facebook.

2. Manter o interesse: o público-alvo fica momentaneamente ciente da presença do seu negócio e decide descobrir um pouco mais sobre o seu negócio / prática / site. Talvez eles tenham lido sua postagem no blog.

3. Consideração: agora o público está interessado nos seus negócios, mas ainda não está pronto para comprar – talvez comparando seus produtos com os dos concorrentes.

4. Conversão: agora seu público-alvo está pronto para comprar seus produtos em seu site.

5. Lealdade: o mesmo cliente está comprando seu produto regularmente, em vez de escolher o de seus concorrentes.

6. Advocacia: um cliente recomenda a você para potenciais compradores, ingressa no seu segmento do Twitter e protege a reputação da sua empresa.

A transmissão de boletins regulares e a promoção de ofertas por e-mail é uma ótima maneira de canalizar e direcionar o tráfego para o seu site. Forneça informações e links úteis para as páginas do seu site, onde as pessoas podem fazer uma compra, como por meio de postagens no blog e páginas de entrada (páginas desenvolvidas em seu site para promover ofertas específicas).

Saúde na empresa: Como aumentar a qualidade de vida dos funcionários

Saúde na empresa: Como aumentar a qualidade de vida dos funcionários

Com a mudança de gestão das empresas e da própria comunicação em sociedade, os empreendedores passaram a compreender que não basta oferecer um salário para gerar produtividade e qualidade no trabalho, a saúde na empresa também é necessária.

Você ainda não sabe como uma organização com maior promoção da saúde pode ser benéfica para todos os participantes dela? Então descubra no artigo de hoje como gerar qualidade de vida no trabalho!

Quais os benefícios de promover a saúde na empresa?

A promoção da saúde no ambiente de trabalho tem benefícios tanto para o empregador quanto para o empregado.

Em primeiro lugar, o funcionário se sente valorizado e cuidado pela empresa. O colaborador que sente um cuidado e um tratamento diferenciado na empresa pode se tornar um divulgador dela, mesmo caso troque de emprego.

Isso ajuda a atrair e a reter talentos na sua organização.

Ou seja, se o empregador busca uma forma de aderir a um plano de saúde bradesco para todos os colaboradores, por exemplo, isso agrega valor à cultura da empresa, simbolizando uma organização que preza pelo bem estar dos funcionários.

E se trabalhado com outras estratégias de benefícios para colaboradores, um plano de saúde faz o funcionário se sentir à vontade na sua empresa a ponto de querer trabalhar nela e não ver o trabalho como algo desgastante.

Mais benefícios de investir na saúde na empresa são:

  • Com a melhora da saúde dos colaboradores, toda a equipe se sente mais preparada fisicamente para trabalhar e isso reduz o número de licenças, afastamentos e abenteísmo;
  • Com mais aptidão e disposição, a produtividade das equipes aumenta;
  • Com maior satisfação do colaborador na empresa, toda a equipe gera mais engajamento e motivação.

Como aplicar a qualidade de vida no ambiente de trabalho?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os benefícios de promover a saúde na empresa, podemos te dar algumas dicas de como aplicar isso na sua equipe da melhor forma.

Primeiramente, é válido entender que saúde não remete apenas ao bem-estar físico, portanto, você deve incentivar cuidados com:

  • Saúde ocupacional;
  • Saúde mental;
  • Ginástica laboral;
  • Hábitos alimentares.

Como implementar a saúde ocupacional e a ginástica laboral?

Desses pontos, a saúde ocupacional se refere à saúde focada no ambiente e na rotina de trabalho, que leva em consideração as condições que tornam o trabalho confortável e sem prejuízos para o colaborador.

Isso envolve as condições físicas do funcionário, envolve uma investigação sobre os motivos que levam a pessoa ao constante afastamento ou pegar licenças na empresa, cria uma rotina de avaliação periódica com o médico, entre outras técnicas.

Como forma de incentivar a ginástica laboral, que é o esforço em reduzir o impacto das atividades repetitivas do trabalho no corpo, como ficar várias horas sentado na mesma posição, sua empresa pode fazer parcerias com médicos fisioterapeutas para oferecer desconto nas consultas ou avaliações periódicas dentro do próprio ambiente de trabalho.

Como implementar a saúde mental?

Já para implementar a saúde mental, uma boa dica é fazer workshops sobre auxílio psicológico na empresa como prevenção de suicídio, controle do estresse e ansiedade, auxílio em rotinas de trabalho muito intensas e controle da carga horária, entre outras.

Você também pode contratar um profissional especializado em psicologia para atender os colaboradores de forma periódica e incentivar as pessoas a falarem de seus progressos com o médico.

Hábitos alimentares na empresa

Este talvez seja o problema mais fácil de tratar, uma vez que grandes empresas conseguem oferecer alimentação saudável coletiva ou promover palestras, entregar materiais educativos ou reduzir o consumo de café da equipe, por exemplo.

Empresas menores e mais familiares podem investir em desafios de academia ou alimentação, como perder X quilos por mês ou melhorar o IMC em tantos pontos, oferecendo uma recompensa pela conquista, o que irá desafiar os colaboradores.

Você tem mais alguma dica que queira compartilhar sobre saúde na empresa? Deixe um comentário!

Como manter a calma e relaxar antes de uma prova importante

Prestar uma prova para concurso público ou vestibular é o fator decisivo para alcançar nossos objetivos profissionais e acadêmicos. Diante dessa importância, costumamos ficar nervosos no dia do exame, mas é preciso saber como manter a calma e relaxar antes de uma prova importante como essas.

Quer algumas dicas para manter a calma e relaxar no dia do exame para concurso público? Confira a seguir:

1. Faça um plano de estudos

Nos esportes, cada jogo é desenvolvido com um plano estratégico para reforçar as potencialidades e reduzir as fraquezas. Crie seu próprio plano de estudo com  base nas áreas que precisa revisar melhor, aquelas que misturam na sua cabeça ou aquelas que são incompreensíveis para você. 

Esse é o seu jogo e você vai ganhar se souber o que pode fazer na hora da prova e adquirir o conhecimento necessário.

2. Seja realista

Estudar uma semana antes não é garantia de passar em um exame. Calcule quanto tempo você deve gastar estudando para os próximos testes e distribua de acordo com a dificuldade de cada exame. Você pode montar um calendário com horários estabelecidos, marcando os testes com cores diferentes, realizando simulados e estudando com antecedência.

3. Faça as práticas da amostra

Depois de configurar o calendário com datas e horas, comece a usá-lo. Lembre-se de praticar o conteúdo em um contexto, uma vez que o aprendizado da memória só resultará em questões sobre definições específicas, causas ou consequências de um fato. Os exercícios são uma excelente maneira de otimizar o tempo de estudo.

4. Misture a ordem dos temas usando pequenos cartões

Quando você aprende as bolas linearmente, corre o risco de gerar sinais de interferência entre os tópicos que lhe dizem qual deles segue. O problema surge quando os professores fazem as perguntas reorganizando as questões, dificultando a resposta porque você estudou com base na continuidade. A solução é revisar em ordem aleatória e, se possível, estabelecer múltiplas conexões entre as bolas para expô-las com independência suficiente para começar em qualquer lugar.

5. Trabalhe com suas anotações

Mesmo se você souber a página exata do livro onde está a resposta para uma pergunta, ela será inútil quando ao entendê-la e tentar adaptá-la ao que é solicitado. Enquanto estuda, aprofunde os significados e as relações entre as anotações de sua aula e o material de estudo indicado pelos professores. 

6. Realize auto-avaliações

É extremamente eficaz para determinar o seu nível de compreensão sobre um assunto. Faça perguntas sobre o que você está lendo e tente respondê-las sem olhar, caso precise de ajuda para responder, isso significa que o tópico não foi claro. Tente escrever as respostas no papel para corrigi-lo na memória de maneiras diferentes.

7. Confie em você

A auto-estima representa uma grande porcentagem de sucesso em uma pessoa. Pense que você só pode transmitir segurança se realmente a sentir, e isso é alcançado estudando em profundidade. A memória de curto prazo retém apenas alguns problemas ao mesmo tempo, de modo que eles mudam para a memória de longo prazo e precisam passar por um processo de compreensão. 

Ajude seu cérebro estudando corretamente e confie em suas habilidades para passar nos exames finais, mas também em outras situações que surgirem.

Dieta Mediterrânea é uma das mais fáceis e saudáveis ​​para seguir

Você provavelmente já ouviu falar da dieta mediterrânea. E talvez isso traga à mente pessoas felizes sentadas à beira-mar no Mediterrâneo, comendo nozes e damascos. Mas o que é realmente a dieta mediterrânea? Ela pode ajudar você a ser mais saudável? E o mais importante, é fácil manter?

Primeiramente, a dieta é uma das mais fáceis de seguir. Na verdade, é mais um estilo de vida do que uma dieta, e isso é porque você pode segui-la por toda a vida e não se sentir enjoado. 

O jeito mediterrâneo de comer normalmente inclui vegetais, frutas, peixe, azeite, nozes, feijão, legumes e uma quantidade moderada de vinho tinto, laticínios e ovos – e pode aumentar sua saúde de muitas maneiras. Pode ajudar na perda de peso e também a diminuir o risco de doença cardíaca, diabetes e Alzheimer.

O que comer na dieta mediterrânea?

Veja, a seguir, o que consumir para manter a dieta mediterrânea e o que você precisa para segui-la.

Frutas e vegetais

Na dieta mediterrânea, você estará comendo muitas frutas e legumes. Aqui está o porquê: essas cores vibrantes vêm de fitonutrientes que ajudam a saúde. E frutas frescas e legumes estão cheios de água hidratante. Afinal, muitos produtos frescos contêm 90% ou mais de água! Frutas secas sem adição de açúcar são muito boas para a sua dieta.

Nozes

Amêndoas, pistaches, nozes? Isso mesmo. Com moderação, esses alimentos são básicos da dieta mediterrânea, porque estão cheios de gorduras poliinsaturadas e monoinsaturadas. 

Essas nozes também oferecem fibra de enchimento e proteína vegetal para ajudar a mantê-lo satisfeito por mais tempo.

Azeite

Com gorduras monoinsaturadas saudáveis ​​para o coração, o azeite é um alimento da Dieta Mediterrânea por um bom motivo. O consumo regular de óleo pode ser excelente não apenas para a saúde do coração, mas também para a saúde e o bem-estar gerais, de acordo com um estudo de revisão.

Grãos integrais

Grãos integrais como quinoa, arroz integral, sorgo e cuscuz fornecem fibra boa para você. Esta fibra ajuda a mantê-lo satisfeito por mais tempo e também pode ajudar a manter a saúde digestiva.

Peixe

O Mediterrâneo é a área perto do Mar Mediterrâneo, e por isso faz sentido que os peixes gordurosos sejam o alimento básico. Procure peixes como salmão, sardinha e arenque. Eles oferecem o ômega-3 EPA e DHA, gorduras benéficas que podem ajudar a apoiar a saúde cardiovascular e cerebral. 

Apontar para pelo menos duas porções de 3,5 onças de peixe cozido por semana. Se você é vegetariano, pode consumir óleos de semente de linho ou de cânhamo, que têm ácido alfa-linolênico, dos quais o corpo pode produzir EPA e DHA.

Outros grãos

Grão de bico, lentilhas, feijão, ervilhas secas – são essenciais na dieta mediterrânea. Já comeu feijão branco da Toscana ou salada de três grãos? Eles fornecem uma boa quantidade de proteína vegetal e uma excelente quantidade de fibra. Adicionar apenas meia xícara de porção de grãos às refeições, três vezes por semana, pode ajudar a manter seu peso sob controle, além de ajudar a manter a saúde em geral.

Quais suplementos complementam essa dieta?

Se você está fazendo uma dieta equilibrada, ainda pode precisar de um punhado de suplementos. É uma boa ideia conversar sobre necessidades específicas com seu médico ou nutricionista registrado. Em geral, muitas pessoas podem se beneficiar do seguinte:

Vitamina D

Esta vitamina pode ser difícil de ser obtida a partir de fontes de alimento sozinho, então você pode precisar de um suplemento. A vitamina D auxilia seu corpo a absorver o cálcio, por isso pode ajudar a manter os ossos fortes. Como a vitamina é lipossolúvel, é melhor absorve-la quando é emparelhada com uma refeição que contém uma fonte de gordura, como azeite ou abacate.

Ômega 3

Peixes gordurosos, como o salmão, fornecem o ômega 3 DHA e o EPA. Esses ácidos graxos poliinsaturados ômega-3 de cadeia longa beneficiam sua saúde de várias maneiras. Se você não come regularmente peixes gordurosos, é uma boa idéia tomar um suplemento de ômega-3.

Vitamina B12

Como grande parte das fontes dessa vitamina são baseadas em animais, vegetarianos e veganos podem ter pouco ou a vitamina insuficiente no organismo. Ela é muito importante para a produção de glóbulos vermelhos e manutenção do sistema nervoso central.

Saiba como usar o cartão de crédito sem sofrer com os juros

Antes de desbloquear o primeiro cartão de crédito e sair comprando de maneira parcelada os produtos que tanto deseja, todo usuário tem o mesmo medo, os juros!

Desta forma, tentando ajudar aos nossos leitores para que não venham a sofrer com as cobranças de tal taxa, preparamos este post com os principais cuidados que devem ser tomados pelo usuário dessa ferramenta.

Gaste somente com o que for consumir

Ter um equilíbrio entre receita e despesa é essencial para que não tenha problemas com o seu cartão de crédito. Lidar com a possibilidade de efetuar compras sem ter a necessidade de ter dinheiro em mãos é um grande exercício de responsabilidade e comprometimento. É claro que há momentos até mesmo de urgência em que contar com um dinheiro que ainda esta por vir é uma ótima opção, mas lembre-se de manter a autodisciplina e o equilíbrio ao optar por esse tipo de gasto.

Realize o pagamento de sua fatura de maneira correta

É necessário estar com a cabeça e o bolso preparados para as contas que são cobradas mensalmente de seu cartão de crédito. Pagar suas contas em dia é essencial para que não venha a sofrer com a cobrança de juros, sendo assim é importante que se planeje de forma a ter dinheiro para efetuar o pagamento integral de sua fatura, caso não consiga pagar o valor total, não deixe de se prevenir e pagar ao menos o valor estipulado como mínimo aceito. Porém, lembre-se que o pagamento mínimo não deve ser utilizado de maneira recorrente, pois embora ajude com relação aos juros, o saldo remanescente será acrescido ao valor devido na próxima fatura, podendo tornar este um saldo completamente fora da sua realidade financeira.

Nunca gaste um valor maior do que sua capacidade financeira. Planeje tudo que for gastar… Tudo mesmo! Com isso, você terá maior facilidade para atingir seus objetivos financeiros e uma vida mais estável. Por tanto, acompanhe seus gastos e não perca o prazo de pagamento das suas faturas, nem que para isso seja necessário ir atrás de uma segunda via da conta. O dono do site “Bons Investimentos”, Ricardo Cid, ensina a imprimir a fatura do cartão Carrefour pela internet neste link: bonsinvestimentos.com.br/fatura-cartao-carrefour-boleto-segunda-via

Lembre-se, caso não consiga exercer o pagamento total da fatura devido a algum motivo de emergência, não deixe de pagar ao menos o valor mínimo.

Esperamos que tenha entendido a importância de ter um planejamento financeiro, caso queira mais informações sobre cartão de crédito entre em contato, ficaremos felizes em ajudar.