3 dicas de SEO fáceis de fazer que melhoram seu ranking do Google

SEO para artistas

SEO ou Search Engine Optimization não é algo que normalmente é ensinado na escola de arte, mas pode ser tão importante para sua carreira quanto encontrar o esmalte certo para o seu corpo de argila. 


Otimização de sites para artistas

Um aspecto do sucesso do marketing on-line é tornar seu site mais visível, entendendo e usando o SEO (Search Engine Optimization), usado para direcionar clientes. O SEO é a prática de fazer ajustes e atualizações no conteúdo e nos links dos sites, para que eles recebam mais tráfego e sejam classificados na primeira posição do Google ou de outros resultados de pesquisa de mecanismos de pesquisa. O SEO se concentra na classificação nos resultados de pesquisa orgânica (não paga). Subir nessas classificações significa que seu site ficará mais visível e provavelmente alcançará mais pessoas. É por isso que o SEO para artistas é tão importante.

Artistas emergentes de cerâmica

Dica de SEO para artistas 1

Otimizando palavras-chave: o layout do seu site e o conteúdo que ele publica podem afetar o nível de classificação nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa; no entanto, é mais importante utilizar palavras-chave relevantes em uma página da web e descobrir a principal palavra-chave que cada página segmentará. Incorpore a palavra-chave o mais naturalmente possível em toda a página, sem exagerar. Use palavras-chave que descrevam processos e também os objetos que você cria. Sua principal palavra-chave pode ser uma única palavra, como “canecas” ou uma frase como “pratos e tigelas”. Frases longas são úteis para novas marcas com marketing on-line, porque encontram concorrência limitada de outros sites.

Você pode usar o Keyword Planner, uma ferramenta gratuita do Google Ads, para pesquisar palavras-chave e ver o desempenho de uma lista de palavras-chave. O Planejador de palavras-chave é útil para anunciantes novos e experientes. É como um workshop para criar uma nova campanha na rede de pesquisa, um grupo de sites relacionados à pesquisa em que seus anúncios podem ser exibidos. O Planejador de palavras-chave também pode ajudar você a escolher lances e orçamentos competitivos para impulsionar suas campanhas.

Dica 2 para SEO de artistas

Redes sociais: criar conteúdo de mídia social de alta qualidade e acreditar que seu site, por sua vez, receberá atenção não é como funciona. Seja pro ativo. Para aumentar o tráfego em seu site, utilize canais de mídia social para promover seu conteúdo. O Twitter é típico para links curtos e tentadores, enquanto as postagens no Facebook e Instagram podem beneficiar seu site, ajudando-o a aparecer em feeds personalizados e resultados de pesquisa, e parecem notavelmente eficazes em nichos. Atraia clientes publicando imagens de produtos em sites com foco visual, como Pinterest e Instagram.

Responda a comentários nas mídias sociais sem enviá-los por spam. Seja atencioso no Twitter e você receberá tweets e retweets em troca. Em outras palavras, ser responsivo, rápido e cortês gera boa vontade, aumenta o engajamento do cliente, direciona o tráfego para o site e cria uma imagem para a marca.

Dica 3 para SEO de artistas

Funil de marketing: depois que o tráfego chegar ao seu site, você deseja que os visitantes realizem uma ação, como comprar um produto ou se inscrever em um workshop ou aulas. O bloqueio de funis diretos e poderosos não apenas gera tráfego para o seu site, mas também converte um subconjunto de visitantes em um grupo de clientes que frequentemente retornam ao site para fazer compras adicionais. Os funis começam com a captura de um público amplo e o restringem àqueles que executam a ação desejada. Os princípios básicos da abordagem do funil incluem a visibilidade da marca para um grande número de pessoas, atraindo os clientes mais relevantes e interessados ​​para uma melhor experiência do cliente, descobrindo mais sobre os clientes esperados e estimulando-os a aumentar a atividade do promotor e o valor da vida útil dos clientes. As etapas em um funil são:

1. Crie consciência: o público percebe seus negócios ou ofertas. Talvez eles tenham visto um anúncio / link no Twitter ou no Facebook.

2. Manter o interesse: o público-alvo fica momentaneamente ciente da presença do seu negócio e decide descobrir um pouco mais sobre o seu negócio / prática / site. Talvez eles tenham lido sua postagem no blog.

3. Consideração: agora o público está interessado nos seus negócios, mas ainda não está pronto para comprar – talvez comparando seus produtos com os dos concorrentes.

4. Conversão: agora seu público-alvo está pronto para comprar seus produtos em seu site.

5. Lealdade: o mesmo cliente está comprando seu produto regularmente, em vez de escolher o de seus concorrentes.

6. Advocacia: um cliente recomenda a você para potenciais compradores, ingressa no seu segmento do Twitter e protege a reputação da sua empresa.

A transmissão de boletins regulares e a promoção de ofertas por e-mail é uma ótima maneira de canalizar e direcionar o tráfego para o seu site. Forneça informações e links úteis para as páginas do seu site, onde as pessoas podem fazer uma compra, como por meio de postagens no blog e páginas de entrada (páginas desenvolvidas em seu site para promover ofertas específicas).

Saúde na empresa: Como aumentar a qualidade de vida dos funcionários

Saúde na empresa: Como aumentar a qualidade de vida dos funcionários

Com a mudança de gestão das empresas e da própria comunicação em sociedade, os empreendedores passaram a compreender que não basta oferecer um salário para gerar produtividade e qualidade no trabalho, a saúde na empresa também é necessária.

Você ainda não sabe como uma organização com maior promoção da saúde pode ser benéfica para todos os participantes dela? Então descubra no artigo de hoje como gerar qualidade de vida no trabalho!

Quais os benefícios de promover a saúde na empresa?

A promoção da saúde no ambiente de trabalho tem benefícios tanto para o empregador quanto para o empregado.

Em primeiro lugar, o funcionário se sente valorizado e cuidado pela empresa. O colaborador que sente um cuidado e um tratamento diferenciado na empresa pode se tornar um divulgador dela, mesmo caso troque de emprego.

Isso ajuda a atrair e a reter talentos na sua organização.

Ou seja, se o empregador busca uma forma de aderir a um plano de saúde bradesco para todos os colaboradores, por exemplo, isso agrega valor à cultura da empresa, simbolizando uma organização que preza pelo bem estar dos funcionários.

E se trabalhado com outras estratégias de benefícios para colaboradores, um plano de saúde faz o funcionário se sentir à vontade na sua empresa a ponto de querer trabalhar nela e não ver o trabalho como algo desgastante.

Mais benefícios de investir na saúde na empresa são:

  • Com a melhora da saúde dos colaboradores, toda a equipe se sente mais preparada fisicamente para trabalhar e isso reduz o número de licenças, afastamentos e abenteísmo;
  • Com mais aptidão e disposição, a produtividade das equipes aumenta;
  • Com maior satisfação do colaborador na empresa, toda a equipe gera mais engajamento e motivação.

Como aplicar a qualidade de vida no ambiente de trabalho?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os benefícios de promover a saúde na empresa, podemos te dar algumas dicas de como aplicar isso na sua equipe da melhor forma.

Primeiramente, é válido entender que saúde não remete apenas ao bem-estar físico, portanto, você deve incentivar cuidados com:

  • Saúde ocupacional;
  • Saúde mental;
  • Ginástica laboral;
  • Hábitos alimentares.

Como implementar a saúde ocupacional e a ginástica laboral?

Desses pontos, a saúde ocupacional se refere à saúde focada no ambiente e na rotina de trabalho, que leva em consideração as condições que tornam o trabalho confortável e sem prejuízos para o colaborador.

Isso envolve as condições físicas do funcionário, envolve uma investigação sobre os motivos que levam a pessoa ao constante afastamento ou pegar licenças na empresa, cria uma rotina de avaliação periódica com o médico, entre outras técnicas.

Como forma de incentivar a ginástica laboral, que é o esforço em reduzir o impacto das atividades repetitivas do trabalho no corpo, como ficar várias horas sentado na mesma posição, sua empresa pode fazer parcerias com médicos fisioterapeutas para oferecer desconto nas consultas ou avaliações periódicas dentro do próprio ambiente de trabalho.

Como implementar a saúde mental?

Já para implementar a saúde mental, uma boa dica é fazer workshops sobre auxílio psicológico na empresa como prevenção de suicídio, controle do estresse e ansiedade, auxílio em rotinas de trabalho muito intensas e controle da carga horária, entre outras.

Você também pode contratar um profissional especializado em psicologia para atender os colaboradores de forma periódica e incentivar as pessoas a falarem de seus progressos com o médico.

Hábitos alimentares na empresa

Este talvez seja o problema mais fácil de tratar, uma vez que grandes empresas conseguem oferecer alimentação saudável coletiva ou promover palestras, entregar materiais educativos ou reduzir o consumo de café da equipe, por exemplo.

Empresas menores e mais familiares podem investir em desafios de academia ou alimentação, como perder X quilos por mês ou melhorar o IMC em tantos pontos, oferecendo uma recompensa pela conquista, o que irá desafiar os colaboradores.

Você tem mais alguma dica que queira compartilhar sobre saúde na empresa? Deixe um comentário!

4 aplicativos para você aprender inglês pelo celular

4 aplicativos para você aprender inglês pelo celular

Todo mundo sabe que saber falar inglês é uma habilidade imprescindível na atualidade. E isso se deve muito a globalização.

Mas para aprender o idioma é necessário muito tempo e dedicação, que nem sempre são disponíveis com agitação do cotidiano.

Contudo, é nessa hora que a tecnologia chega para nos auxiliar. Através dela é possível que você aprenda e desenvolva a língua inglesa de forma interativa e dinâmica.

E neste artigo iremos te mostrar que aprender um idioma novo através de aplicativos pode ser uma alternativa bem satisfatória.

Para isso, basta que você confira as nossas indicações de aplicativos que ensinam inglês de maneira divertida e simples:

1- Babbel

O Babbel é um aplicativo que possui bastante credibilidade. Entretanto, ele não é voltado para o ensino da língua inglesa e sim para amplificar o vocabulário do usuário.

Para isso, ele dispões de uma lista de temas e situações cotidianas diversas. Assim, você pode se imaginar em diversos cenários, tendo que conversar sobre os mais variados assuntos.

A aplicação ainda conta com a opção de treino de pronúncia, onde o usuário fala através de uma ferramenta de reconhecimento de voz.

Boa parte do aplicativo é gratuita. Entretanto, para aqueles que desejam aprofundar ainda mais seus conhecimentos, ele possui uma parte paga e muito mais completa.

Ele ainda apresenta funcionamento offline. Logo, mesmo que esteja sem internet no celular, independentemente de onde você esteja, ainda é possível estudar o idioma.

2- Duolingo

O Duolingo é considerado um marco no mercado de desenvolvimento de aplicativo para celular.

Ele é apontado como um dos melhores aplicativos para aprender o idioma. Além disso, compreende desde os níveis iniciantes até os mais avançados.

Sua estratégia é a utilização de exercícios bem práticos, em forma de joguinhos, onde assim que o usuário acerta a resposta, ele passa de fase.

O aplicativo, bastante puxado para o entretenimento, apresenta atividades que podem treinar pronúncia, escrita e até mesmo a compreensão oral.

Ele é totalmente gratuito, e o melhor, não apresenta nenhum tipo de anúncio chato daqueles que ficam aparecendo na tela do celular de 5 em 5 minutos.

3-Lingua.Ly

O Lingua.Ly funciona como uma espécie de repositório de palavras, onde é possível buscar, traduzir e armazenar em uma pasta todas as palavras que ainda não conhece.

Ainda, depois de selecionar as palavras, é possível utilizar o modo leitura. Isso porque ele seleciona automaticamente textos que contém os vocábulos selecionados para que você possa ler e se familiarizar.

Assim, além de conhecer e memorizar novas palavras, você ainda pode treinar a leitura e, caso deseje, até mesmo a pronúncia.

4-LinguaLeo

Este aplicativo possui um público alvo muito bem definido, que são as crianças. Entretanto, por ser extremamente divertido, acabou chamando a atenção dos adultos também.

Além disso, ele possui a interface em português e suas atividades são interativas e dinâmicas, o que facilita bastante a utilização. Entre os principais recursos fornecidos pelo LinguaLeo, estão:

  • Dicionário;
  • Exercícios de leitura;
  • Exercícios de escrita;
  • Exercícios de gramática;
  • Vídeos explicativos com legendas em inglês.

Também é importante saber que previamente a utilização o aplicativo o usuário faz um teste para avaliar em que nível de inglês se encontra.

Ele ainda deve informar a idade, tempo diário que dispõe para estudo diário e assuntos de interesse.

Assim, de acordo com essas informações, o aplicativo disponibiliza um plano de estudos personalizado para cada um dos usuários.

Dessa forma o aprendizado se torna muito mais eficaz, divertido e único, afinal cada um tem um jeito diferente de entender e assimilar os conteúdos.

Como podemos ver, utilizar estas ferramentas para aprender inglês e outras línguas é uma estratégia muito válida.

Mas vale lembrar que existem diversos outros aplicativos além dos citados neste texto. Basta você avaliá-los e escolher o que mais te agrada.

5 coisas essenciais que você deve saber antes de empreender em semijoias

Com as altas taxas de desemprego no Brasil e o alto custo de vida, é normal que cada vez mais mulheres busquem formas de ganhar uma renda extra. Por isso, se você é uma mulher comunicativa, gosta de ser independente e está pensando em empreender em semijoias para ter sua autonomia financeira, confira o artigo de hoje.

Descubra com nossas dicas tudo o que você precisa saber antes de empreender!

  1. Seja adaptável às tendências

O primeiro passo para se tornar uma boa revendedora de semijoias atacado é ser adaptável às tendências, estar disposta a mudar de acordo com a moda.

Isso porque com o fenômeno das blogueiras, influencers ou mesmo das celebridades de TV, provavelmente algumas de suas clientes estarão atentas a todos os acessórios da moda, ansiosas pelas novidades.

Você deve estar preparada para ficar sempre um passo à frente e ter as peças que suas clientes desejam.

Por isso, acompanhe diariamente as notícias do universo feminino e o que está em alta na moda.

  1. Conheça um fornecedor de confiança

Para empreender em semijoias, é essencial ter um fornecedor de confiança, pois a responsabilidade serpa completamente sua em qualquer atraso na entrega das peças.

Lembre-se que suas clientes entram em contato diretamente com você e não com o fornecedor.

Por mais que você estreite o laço com todas elas, suas clientes se importam em receber o produto no prazo definido e às vezes outras pessoas podem estar dependendo delas (como em caso de presentes, por exemplo).

Por isso, ao entrar em contato com um fornecedor, leia todas as exigências do contrato e negocie sobre os prazos de entrega.

É importante ficar atenta até as formas de pagamento e alternativas para que nada se torne um empecilho e te dê problemas em cima da hora.

  1. Atendimento personalizado

O maior erro das iniciantes no empreendedorismo feminino e principalmente, na revenda de semijoias, é achar que basta colocar as joias na caixa de mostruário e ir às casas das clientes com o mesmo discurso de vendas montado.

Um dos segredos de garantir seu faturamento frequente é manter um atendimento personalizado às clientes.

Isso significa conhecer cada cliente, seu hobbies, personalidade e hábitos.

Assim você saberá que é mais adequado oferecer um brinco de argola grande para uma jovem de 19 anos que frequenta baladas do que à uma cliente mais velha e caseira, por exemplo.

Com o tempo, ao conhecer cada cliente, será mais fácil vender vários acessórios para uma mesma pessoa.

  1. Cuidado com a flexibilidade de horários

Um dos principais diferenciais que as novas empreendedoras de semijoias buscam é a flexibilidade de horários, a autonomia.

Porém, antes de entrar nesse ramo é necessário estar atenta a isso, pois muita autonomia pode ser conflitante.

Planeje sua agenda de atendimento sempre em horário comercial e evite entrar em contato com as clientes no período da noite.

Não se sinta atraída pelo glamour da flexibilidade de horários e acabar acordando muito tarde também, pois suas clientes dependem de você.

  1. Antecipe sua clientela

Por último, não se esqueça que antes mesmo de começar a revender semijoias, você deve ter uma cartela de clientes para cobrir seus investimentos iniciais.

Por isso, observe quem pode ser sua futura clientela e comece a conversar com amigas, colegas de trabalho e familiares.

O seu círculo de amizades tem grande potencial de vendas, principalmente porque são pessoas que têm confiança em você.

Informando as pessoas pelo WhatsApp, Instagram e Facebook, suas potenciais clientes ficarão ansiosas pela novidade.

Gostou das nossas dicas do que precisa saber antes de empreender com semijoias? Então deixe seu comentário!