REGULAMENTO

Observações Importantes

Regulamento do “WebFestValda” 2017

 

 

 

1. O “WebFestValda” é um concurso de música dirigido a músicos, de todo território nacional, que poderão participar mediante o preenchimento e envio da Ficha Eletrônica de Inscrição, obedecidas as normas, condições e prazos contidos nesse regulamento.

 

1.1. O descumprimento, por parte dos participantes, de qualquer das normas, condições e prazos, resultará na sua imediata desclassificação, em qualquer fase do festival.

 

1.2. O “WebFestValda” é promovido, dirigido e patrocinado pelo Laboratório Canonne Ltda.

 

Da Inscrição

 

2. A participação no “WebFestValda” está condicionada ao preenchimento e ao envio, pelos participantes, da Ficha Eletrônica de Inscrição, conforme os campos de preenchimento, dispostos no site www.webfestvalda.com.br a partir do dia 01/03/2017.

 

2.1. O preenchimento incorreto da Ficha Eletrônica de Inscrição ou o não envio da documentação solicitada, resultará na desclassificação automática dos participantes do “WebFestValda”.

 

2.2. Material para inscrição:

 

* Um vídeo interpretando uma música de propriedade da banda inscrita, que será objeto da participação no concurso, conforme itens 5.4 a 5.6 deste Regulamento;

 

* É obrigatório que todos os integrantes da banda apareçam no vídeo tocando seus instrumentos;

 

* O vídeo da banda deverá estar publicado na página web: youtube.com;

 

* O link do vídeo publicado deve ser inserido no campo próprio da Ficha Eletrônica de Inscrição no site www.webfestvalda.com.br;

 

* Cópias digitalizadas (“escaneadas”) dos documentos de identidade e CPF de todos os integrantes da banda, em arquivo formato JPEG, enviados caso a banda seja classificada para tocar no Festival;

 

* A letra da música inscrita, inserida no campo próprio da Ficha Eletrônica de Inscrição.

 

2.3. Cada participante, através do aceite do presente regulamento, declara estar ciente de que o(s) vídeo(s) com seu áudio e imagem e o áudio e imagem de todos os outros integrantes da banda serão exibidos publicamente, através da página web: www.webfestvalda.com.br, assim como da página web: www.youtube.com

 

2.4. Os áudios e imagens citados no item 2.3., estarão sujeitos às políticas de exibição de cada página web, não cabendo, em nenhum momento, qualquer reclamação sobre direitos de uso de imagem e áudio, nem quaisquer tipos de reclamações em caso de sua retirada do ar por parte dos referidos web sites.

 

Da Formação da Banda

 

3. Somente poderá participar do “WebFestValda” bandas, executando músicas de sua autoria, com letras escritas na Língua Portuguesa.

 

3.1. A  banda vencedora do WebFestValda anterior, não poderá se inscrever e nem concorrer ao WebFestValda do ano corrente.

 

3.2. As demais bandas que participaram do WebFestValda anterior poderão participar do WebFestValda do ano corrente desde que a música autoral inscrita não seja a mesma.

 

3.3. A idade de cada um dos integrantes da banda deverá ser de, no mínimo, 18 (dezoito) anos. O não cumprimento deste critério será motivo de desclassificação.

 

3.4. O(s) autor(es) da música deverá(ão) necessariamente ser integrante(s) da banda e deverá(ão) se apresentar no “WebFestValda”.

 

3.5. Não poderão participar do “WebFestValda” composições apenas instrumentais, nem vocalista se apresentando com “play-back” (karaokê).

 

3.6.  Para ser considerada como banda, é necessário que esta seja composta de no mínimo 1 vocalista e 2 instrumentistas.

 

3.7. Será permitida a participação de um mesmo músico em, no máximo, 2 (duas) bandas distintas.

 

3.8. Ao vocalista, será permitido participar de outra banda SOMENTE se sua participação na referida banda estiver limitada às funções de instrumentista ou "backing vocal".

 

3.9. Constatada a participação de mais de 2 (dois) integrantes comuns em bandas distintas, as mesmas serão consideradas como uma única banda.

 

3.10. Uma vez inscrita no “WebFestValda”, a banda não poderá acrescentar ou alterar qualquer dos seus integrantes sem anuência prévia, por escrito, da organização do “WebFestValda”.

 

Do Representante e Suas Atribuições

 

4. Cada banda deverá eleger um dos seus integrantes como seu líder, junto à produção do “WebFestValda”, que será denominado REPRESENTANTE.

 

4.1. O REPRESENTANTE preencherá a Ficha Eletrônica de Inscrição, consignando sua concordância com relação às condições dispostas nesse Regulamento.

 

4.2. Não será permitido que duas bandas distintas tenham o mesmo REPRESENTANTE perante o “WebFestValda”.

 

Das Músicas

 

5. Cada banda poderá se inscrever no “WebFestValda” com no máximo 1 (uma) música autoral, com letra escrita na Língua Portuguesa.

 

5.1. Os músicos que se declararem autores e compositores das músicas autorais inscritas no “WebFestValda” serão responsáveis legalmente pela veracidade desta informação.

 

5.2. Juntamente à música autoral que inscrever no “WebFestValda”, a banda deverá, necessariamente, inscrever também uma música “cover”. Esta música “cover” será executada antes da música autoral, caso a banda venha a ser selecionada. A música “cover” não será julgada e não interferirá no resultado da banda no concurso.

 

5.2.1. Considerar-se-á música “cover” aquela já gravada por outro(s) artista(s) e sua interpretação poderá ser executada em arranjo diferenciado do original.

 

5.2.2. As músicas “cover” poderão ser de língua estrangeira.

 

5.3. Não há restrição ao gênero ou estilo musical representado pelas músicas autorais e “cover”.

 

5.4. A música autoral inscrita deverá ser gravada em vídeo com a performance da banda interpretando a música autoral inscrita e não poderá exceder a 05 (cinco) minutos de gravação. Para avaliação da música autoral serão consideradas apenas as qualidades musicais da mesma, sem interferência da qualidade de imagem.

 

5.5. Está, terminantemente, proibido o uso de softwares de edição de som (tipo "Auto Tune”, “Melo Dyne", ou similares), o que será motivo de desclassificação imediata da banda em qualquer fase do festival.

 

5.6. A organização do “WebFestValda” se reserva o direito de rejeitar vídeos de baixa qualidade técnica de som e/ou imagem ou de conteúdo considerado impróprio para a natureza do evento.

 

Da Fase Pré-Classificatória de Seleção das Músicas

 

6. Uma Equipe Especializada, sob a supervisão da Produção do “WebFestValda”, selecionará as músicas inscritas dentro dos critérios de avaliação estabelecidos pela mesma.

 

6.1. Para assegurar a qualidade do trabalho de seleção, serão avaliadas pela Equipe Especializada, no máximo 2.000 músicas, de acordo com a ordem de inscrição (data e horário), das quais as 20 (vinte) melhores serão selecionadas para participar.

 

6.2. As classificações ou desclassificações por decisão da Equipe Especializada são soberanas e não caberá qualquer espécie de reivindicação, recurso ou pedido de reavaliação.

 

Da Fase do Concurso

 

7. O “WebFestValda” será realizado na cidade do Rio de Janeiro, na Fundição Progresso, em duas etapas nos dias 07 e 08/07/2017.

 

7.1. Apenas a música autoral da banda será avaliada pelos jurados para efeito de nota.

 

7.2. Ao todo serão selecionadas 20 (vinte) bandas.

 

7.2.1. Em cada dia se apresentarão 10 (dez) bandas com 01 (uma) música autoral e 01 (uma) música “cover”.

 

7.3. A critério da Produção, da sua Equipe de Seleção e do Júri do evento, o número de bandas poderá ser ampliado ou reduzido em cada etapa do “WebFestValda”.

 

7.4. A relação das 20 (vinte) bandas selecionadas para se apresentarem no “WebFestValda” será divulgada dia 09 de junho de 2017 (sexta-feira), no site www.webfestvalda.com.br.

 

7.5. As bandas selecionadas serão também comunicadas através do e-mail cadastrado na Ficha Eletrônica de Inscrição.

 

7.6. Cientificadas da seleção, as bandas deverão entrar imediatamente em contato com a Produção do “WebFestValda” através do telefone (0800) 600 5532 (ligação gratuita).

 

Dos Procedimentos Obrigatórios para as Bandas Selecionadas

 

8. As bandas selecionadas, conforme item 7 e seguintes, deverão remeter, até 16/06/2017, pelo email contato@webfestvalda.com.br, os seguintes documentos:

 

8.1. Instrumento de Cessão de Direitos de Nome, Imagem, Voz e Áudio (Formulário nº 1) do material produzido para o “WebFestValda”  e da apresentação durante o show do “WebFestvalda”, em favor do Laboratório Canonne Ltda., para cada um dos integrantes da banda, com firma reconhecida em cartório e assinatura de duas testemunhas.

 

8.1.1. A Cessão de Direitos de Imagem e Áudio terá prazo de validade indeterminado e as referidas imagens e áudio poderão ser utilizados livremente pelo Laboratório Canonne Ltda., apenas quando associados ao evento “WebFestValda” e nunca para outros fins.

 

8.3. Instrumento de Abdicação de Recolhimento da Contribuição ao ECAD (Formulário nº 2), a ser preenchido e assinado, individualmente, por cada um dos compositores da música autoral, com firma reconhecida em cartório.

 

8.4. Carta-Compromisso (Formulário nº 3) concedendo ao selo apoiador do evento (caso haja) prioridade sobre a contratação das bandas participantes do CD-premiação, pelo período de 06 (seis) meses contados a partir da grande final do “WebFestValda”, com firma do representante da banda, reconhecida em cartório e assinatura de duas testemunhas.

 

8.5. Regulamento do “WebFestValda” (Formulário nº 4), com termo de acordo assinado individualmente, por cada um dos integrantes da banda, com firma reconhecida em cartório.

 

8.6. Os quatro formulários acima serão enviados para as 20 bandas finalistas pela equipe do WebFestValda.

 

Do Transporte, da Hospedagem e da Alimentação para os Integrantes das Bandas Selecionadas

 

9. A Produção do “WebFestValda” será responsável pelas despesas de transporte (avião ou ônibus interestadual), estadia, translados e alimentação (nos locais determinados pela produção do evento) dos integrantes das bandas procedentes de fora da Cidade do Rio de Janeiro, desde a véspera do Evento (06/07/2017) até o dia imediatamente posterior (10/07/2017), quando todas retornarão aos seus locais de origem, conforme determinado pela organização do evento.

 

9.1. As bandas originárias da cidade do Rio de Janeiro ou de localidades do Estado do Rio de Janeiro situadas a menos de 150Km de distância rodoviária poderão optar por permanecer com todo o grupo no hotel do evento. Para isso, no momento da comunicação da seleção da sua banda para o WebFestValda, o representante deverá declarar a referida opção para a produção. Opções posteriores estarão sujeitas à disponibilidade de acomodação do hotel.

 

9.1.1 Caso permaneçam no hotel, a Produção do “WebFestValda” será responsável pelas despesas de estadia e alimentação (nos locais determinados pela produção do evento) dos integrantes das bandas originárias da cidade do Rio de Janeiro ou de localidades do Estado do Rio de Janeiro situadas a menos de 150Km de distância rodoviária.

 

9.1.2 Ficam sempre, e a todo momento, excluídas da responsabilidade da Produção do “WebFestValda”, quaisquer despesas de transporte, translados e locomoção referentes às bandas originárias da cidade do Rio de Janeiro ou de localidades do Estado do Rio de Janeiro situadas a menos de 150Km de distância rodoviária.

 

9.2. Mesmo que não seja classificada para a final, qualquer banda de fora da Cidade do Rio de Janeiro deverá permanecer à disposição da Produção do “WebFestValda” e participar até o final do evento, obedecendo a todas as regras de participação e conduta.

 

9.3. Caso uma banda não classificada, de fora da Cidade do Rio de Janeiro, decida retornar antecipadamente à sua localidade de origem, com recursos próprios, deverá comunicar por escrito sua decisão à Produção do “WebFestValda” e arcar com todas as despesas.

 

9.4. Uma vez comunicada à Produção do “WebFestValda” a decisão da banda de retornar à sua localidade de origem com recursos próprios, fica a  Produção do “WebFestValda” isenta de qualquer responsabilidade civil, financeira ou legal perante a banda comunicante.

 

9.5. Ficam sempre e a todo momento excluídas da responsabilidade da Produção do “WebFestValda”, quaisquer despesas extras efetuadas no hotel – tais como, frigobar, telefonemas, lavanderia, refeições que não as estabelecidas pela organização do evento, bem como quaisquer outras despesas efetuadas pelos integrantes das bandas, sejam elas originárias do Rio de Janeiro ou de fora do Rio de Janeiro, no período do evento, que não sejam as descritas acima.

 

Disposições Finais

 

10. Será firmado contrato de seguro de acidentes pessoais e de cobertura de despesas médico-hospitalares e dentárias, pela Produção do “WebFestValda”, para todos os participantes do evento.

 

10.1. No caso das bandas de fora da Cidade do Rio de Janeiro, a apólice de seguro abrangerá os acidentes ocorridos desde a chegada ao Rio de Janeiro até o embarque ao destino de origem dos participantes.

 

10.2. Os termos e condições da apólice serão disponibilizados ao representante de cada banda classificada.

 

10.3. Em caso de problemas de saúde ou acidentes pessoais não cobertos pelo seguro, o participante será encaminhado imediatamente a um hospital público ou, caso o participante seja filiado a algum plano de saúde, a um hospital particular conveniado.

 

11. A Produção do “WebFestValda” (Laboratório Canonne Ltda.) não admitirá agentes, empresários ou quaisquer outros intermediários em seu relacionamento com as bandas selecionadas, em todos os assuntos ligados diretamente e/ou indiretamente, ao “WebFestValda”, no presente e no futuro.

 

12. As bandas constituirão o Laboratório Canonne Ltda. seu procurador para que, por ocasião da entrega e/ou realização dos prêmios, a mesma faça toda a intermediação junto aos patrocinadores.

 

13. A Produção do “WebFestValda” fornecerá para a apresentação das bandas, os seguintes equipamentos:

 

* Uma bateria completa composta de bumbo, surdo, caixa 2 tons, contratempo, pedal e set de 3 pratos;

 

* 3 amplificadores de guitarra;

 

* 1 amplificador de baixo e 2 caixas para baixo;

 

* trio de tumbadoras e 2 timbales;

 

* 1 estante dupla para teclado.

 

14. Caberá aos integrantes das bandas portarem seus instrumentos pessoais, tais como guitarras, baixos, teclados, violões, metais, sopros, percussão – (exceto tumbadoras e timbales), pedaleiras, efeitos especiais e caixas de bateria (opcional), etc.

 

14.1. A Produção do “WebFestValda” não se responsabilizará pela guarda, acondicionamento, conservação, transporte, manutenção ou reparos dos instrumentos musicais de propriedade dos integrantes das bandas, ou de terceiros, assim como por prejuízos advindos de eventual extravio, furto ou roubo dos mesmos.

 

15. A Produção do “WebFestValda” reserva-se o direito de desclassificar qualquer banda, em qualquer fase do festival, caso haja irregularidade de conduta de qualquer dos seus integrantes, assim considerado (lista exemplificativa, NÃO LIMITATIVA):

 

* o consumo, o porte, o tráfico de substâncias entorpecentes antes, durante e após a realização dos eventos;

 

* o desrespeito aos horários, programações e determinações estabelecidas pelos monitores responsáveis pela supervisão dos participantes, nos horários em que não estiverem participando das apresentações;

 

* o discurso e/ou prática que incitem à violência, ao racismo, à pedofilia, à pornografia, à discriminação social, sexual, religiosa, racial, política ou de qualquer tipo;

 

* qualquer conduta que venha a atentar, direta ou indiretamente, contra a vida, a saúde, a dignidade, a propriedade e a privacidade de qualquer pessoa, participante ou não do evento.

 

15.1. Da decisão de desclassificação da banda, ocasionada pela conduta irregular de qualquer dos seus integrantes, não caberá qualquer espécie de reivindicação, recurso ou pleito.

 

15.2. Todos os integrantes da banda desclassificada, na forma do “item 15”, serão encaminhados imediatamente à sua localidade de origem e/ou estarão proibidos de participar de qualquer evento subsequente à desclassificação.

 

16. Não será prestada assistência jurídica, por parte da Produção do “WebFestValda”, aos integrantes das bandas que, por conduta anti-social, forem encaminhados à autoridade policial ou judicial.

 

Declaro que li e concordo com os termos do regulamento do “WebFestValda”.

 

Rio de Janeiro, ...../...../2017.

 

Integrantes da Banda:

 

 

 

..........................................   ..........................................

 

Nome:                                                      Nome:

 

RG:                                                 RG:

 

..........................................   ..........................................

 

Nome:                                                      Nome:

 

RG:                                                 RG:

 

..........................................   ..........................................

 

Nome:                                                      Nome:

 

RG:                                                 RG:

 

..........................................   ..........................................

 

Nome:                                                      Nome:

 

RG:                                                 RG:

 

 

 

Login

Utilize as credenciais de acesso informadas no início do cadastro. Em caso de problemas utilize a recuperação de senha.
Email: Senha:
Esqueci minha senha

Cadastro

Nome: Email: Senha: Confirmação de Senha:

Dizer o que tem que se dito

Dizer o que tem que ser dito
Davi Ferreira

Todos temos algo a dizer
Para aqueles que não querem ouvir
Difícil é falar
O que ninguém ta afim de dizer

Você pode até fingir
que não quer falar nada
medo ou juízo
de dizer o que tem que ser dito

É tão chato falar
e ao mesmo tempo tão simples fazer

Dizer o que tem que ser dito
pode ser duro e difícil

Vencer o próprio medo
a angústia e o receio

Dói pra dizer
tudo aquilo que tem que ser dito

Vamos falar na lata
Vamos falar na cara
mesmo sendo duro e difícil
Dizer o que tem que ser dito

Não podemos viver com medo
nem angústia e nem receio

Dói mas tem que dizer
tudo aquilo que precisa ser dito!

Não podemos viver com medo de expressar

Bandas Inscritas

Compartilhar Compartilhar Facebook Twitter Google Plus

Release:

A banda começou a surgir em 2001, quando o vocalista Davi Ferreira junto com o baterista Leonardo Vargas de Moura fundaram o Korvo Punk. Ambos estavam no terceiro ano do ensino médio. O repertório inicial era composto por Ramones, Nirvana, The Offspring, Titãs e algumas músicas próprias. No ano seguinte a banda passou a chamar Comedores de Lixo. Em 2003, percebeu-se que o nome Comedores de Lixo não era muito atrativo. Com a entrada do baixista Renato Rezende (o "Ratu"), a banda passou a chamar Subefeito e o nome "Comedores de Lixo" passou a ser o título do primeiro álbum, gravado no mesmo ano no Estúdio Caraíva Music em Juiz de Fora - MG. A produção foi independente e teve grande colaboração do estúdio. O resultado surpreendeu: um álbum com qualidade profissional produzido com apenas três dias de gravações. O álbum ?Comedores de Lixo? não tem uma influência específica. Ele se aproxima do punk tradicional com letras de protesto direto como na música "Hierarquia"; músicas que falam do cotidiano e da pobreza como em "História Parecida" e "Diversão de Crianças"; músicas que protestam contra corrupção como em "Malandros"; e músicas que falam do tempo como em "Passando o Tempo". O som é cru, mas bem executado, bem timbrado e bem gravado. Foi o ponto de partida para a divulgação da banda e para as próximas composições e gravações. O resultado serviu de grande motivação. Em 2004, o baterista Leonardo Vargas de Moura deixou a banda. Porém, produziu o design da capa dos três álbuns do Subefeito. Em 2005, a banda foi contemplada com a Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Juiz de Fora - MG. Os recursos possibilitaram a prensagem do primeiro CD e a produção do segundo disco: o "Parque de Exposições". Desta vez com Anderson Costa no baixo e Arthur Carneiro na bateria. Gravação, mixagem e masterização por Rodrigo Itaboray. O álbum ?Parque de Exposições? teve muito mais recursos para ser produzido do que o álbum anterior, já que havia dinheiro da Lei de Incentivo à Cultura. Em vez de três dias, o processo de gravação durou cerca de quatro meses. A qualidade atingiu o nível profissional das grandes bandas de rock. O tema das letras se diversificou. Além do protesto, a autoajuda para vencer os problemas da vida está presente em músicas como ?Escola do Erro?, a ilusão das drogas na música ?Artificial?, o lado conceitual das relações políticas na música ?Poder?, o sarcasmo e crítica à corrupção na música ?Dr. Político da Patifaria?. Só não sobrou dinheiro para o "jabá". Em 2006, Subefeito gravou o videoclipe da música "Dr. Político da Patifaria". O clipe escancara o comportamento dos políticos corruptos. Num primeiro momento mostra o personagem principal fazendo promessas à população pobre. Em seguida, mostra o político gastando o dinheiro do povo com prostitutas, drogas e luxúria. O clipe foi exibido no Programa Descarga MTV em 2009 pelo, então apresentador, Marcos Mion... e deu "pano pra manga". Entre 2008 e 2013, Subefeito fez várias apresentações em Juiz de Fora e entorno, além de apresentações no Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O trabalho sempre foi mantido com muito esforço e de forma independente. Houve várias mudanças na formação, mas a banda nunca deixou de ensaiar. Foi a partir de 2013 que o Subefeito começou a planejar o terceiro álbum. O vocalista Davi Ferreira reuniu letras antigas que não haviam sido gravadas e compôs outras cinco músicas, além de uma pareceria com Eduardo de Andrade Pereira e Gabriel Costa Novo Pimenta Brandão na música "Reptilianos". O resultado do disco foi a evolução e maturidade musical da banda. A formação do terceiro disco contava com Anderson Costa no baixo, remanescente do segundo disco, e Aprígio Neto na bateria. Junto com Davi Ferreira na guitarra e voz, gravaram o álbum "Dizer o que tem que ser dito", lançado em junho de 2015. A banda ainda contava com Cássio Abex, na outra guitarra, nos shows ao vivo. Em 2016 o Subefeito lançou o clipe da música ?Reptilianos?, uma animação 3Ds. Com direito a naves espaciais, viagem entre galáxias e Ets que babam; o clipe usa uma invasão alienígena surreal para fazer analogia à influência da TV no comportamento das pessoas. Os Reptilianos vêm de uma galáxia distante até a terra. Após conseguirem controlar o sinal das emissoras de TV, a invasão começa. Com os seus tentáculos, eles sugam o cérebro das pessoas através da tela das televisões. Para saber o final, só assistindo: https://youtu.be/MtObqfmtYtc Pouco tempo depois do lançamento do clipe houve nova mudança na formação da banda. Que passou a contar com Allan Cardozo no baixo e Rafael Corrêa na bateria. O esquema do show voltou a ser o power trio. Em 2017 a banda lançou mais um clipe de animação. A música ?Tudo que você sempre quis dar? tem várias cenas de sexo explícito. Porém, a ideia da música é de que sexo não é tudo em uma relação: https://youtu.be/FCxQBaP3_Pc Logo após a gravação do clipe houve nova mudança na formação, que conta agora com Davi Ferreira na guitarra e voz, Anderson Costa no baixo e Tantica na bateria. A banda voltou a ter a mesma formação que tivera em 2005, na pré-produção do álbum Parque de Exposições. Álbum Dizer o que tem que ser dito Entender a letra e manter o peso. Essa é a proposta do mais recente álbum da banda de punk rock Subefeito. O som mantém inteligíveis as letras e ao mesmo tempo não transforma o punk em um pop. Na verdade, o punk ganha outras pegadas: vai do ska na música "Dizer o que tem que ser dito", que dá nome ao álbum - lembrando os bons tempos do Sublime - até a pegada psicodélica na música "Reptilianos". Um punk meio mutante. O álbum "Dizer o que tem que ser dito" reúne letras que saem do estereótipo punk, mantendo parte da ideologia. Há músicas em que o protesto é direto, como em "Todo Mundo Fede"; músicas que falam de amor, como em "Com Você"; que falam de atração carnal, como em "Tudo o que você sempre quis dar"; e que trazem o lado mais conceitual da vida: como quando você tem que chegar até alguém e, mesmo não querendo, precisa "Dizer o que tem que ser dito". O álbum é a evolução dos dois CDs anteriores do Subefeito: "Comedores de Lixo" em 2003 e "Parque de Exposições" em 2008. O som está mais redondo e a gravação, mixagem e masterização estão 100% profissionais, com produção musical de Rodrigo Itaboray. O trabalho foi totalmente independente. A expectativa é que o álbum atinja o público que ainda não conhece o punk. Letras que dão para entender, peso e bons arranjos podem quebrar o estereótipo que algumas pessoas têm do estilo e, quem sabe, fazê-las conhecer mais sobre o som que revolucionou o rock. E há quem diga que o punk foi "o último grande acontecimento do rock". Porém, o álbum "Dizer o que tem que ser dito" do Subefeito pode ser o novo. Escute: http://soundcloud.com/subefeito/sets/album-dizer-o-que-tem-que-ser-dito Contatos: www.subefeito.com www.facebook.com/subefeito subefeito@gmail.com (32) 9921-9441 Vivo / (32) 8824-3791 Oi

VÍDEO
FOTOS
Seta esquerda
  • Foto 1
Seta direita

Subefeito

Rock, Juiz de Fora - MG

Música:

Dizer o que tem que se dito ver letra

Davi Ferreira

Integrantes:

  • Davi Ferreira - Guitarra e Voz
  • Davi Alves Ferreira - Guitarra e Voz
  • Tantica - Bateria
  • Trinta - Baixo e Backvocal

0

CURTIDAS

Entre
para curtir

BANDAS INSCRITAS

Seta Esquerda
Estilo Musical
Estado

Nazario

Mal de Século Novo

16 | Compartilhar

Tays Villaca & A Banda de uma Preta só

Transformar

Supersonic

Oque Interessa

BANDA LAGE DOR

MEU MUNDO ERA APENAS NÓS DOIS

67 | Compartilhar

Fio da meiota

Segredinho

Super Stereo

Não Há!

Tio Blues

Céu Vermelho

SACI ATÁ

Criar Criança

INKOGNITA

Causa e Efeito

Madame B.

Parabéns

35 | Compartilhar

Seta Direita